Feeds:
Posts
Comentários

1. Seiza

Esta postura é utilizada nos cerimoniais de início e fim de aula, na prática de alguns príncipios e técnicas e quando o aluno observa as demonstrações feitas pelo professor dos exercícios que se vão realizando durante a aula.

2. Kamae ( ou Gamae – dita sozinha pronuncia-se Kamae, quando combinada com outra pronuncia-se Gamae.)

2.1. Kamae natural (Shizentai gamae)

Postura usada essencialmente quando se faz a saudação de pé, pode ser também utilizada quando se observa uma demonstração feita pelo professor ou se escuta uma explicação.

2.2. Kamae fundamental (sankakutai no kamae – literalmente kamae em triângulo devido à posição dos pés)

Este é o kamae usado durante a pratica em pé.

2.2.1 Kamae baixo, médio e alto (gedan, chudan e jodan)

O kamae médio é o mais usado durante a prática de aikido, a partir dele executam-se os ataques e as diferentes técnicas de aikido. O Kamae alto normalmente é usado a partir do kamae médio na recepção de ataques vindos de cima. O kamae baixo normalmente é usado por praticantes com larga experiência, dá mesno protecção mas mais liberdade de movimento. Não é usado por principiantes.

2.2.2 Kamae a dois

2.2.2.1 kamae simétrico – ai-hanmi gamae (ambos com o mesmo pé à frente – à direita ou à esquerda)

2.2.2.2 Kamae invertido – gyaku gamae (os praticantes encontram-se frente a frente com os pés desencontrados – enquanto um, por exemplo, tem o pé direito à frente o outro tem o esquerdo – como se um fosse a imagem do outro num espelho)

Algumas técnicas executam-se mais facilmente em kamae simétrico outras em kamae invertido.

2.3 Distância (ma-ai)

Não há uma distância única para a prática do aikido. A distância depende de muitos factores: velocidade do ataque, tipo de ataque, tipo de resposta ao ataque, tipo de treino, etc. No entanto os principiantes podem guiar-se pelo método indicado na figura para encontrar uma distância adequada à maior parte das situações. Estendem os braços até tocarem as pontas dos dedos depois colocam as mãos na posição média (kamae médio) acima indicada.

fonte: http://filosofia.galrinho.com/aikido/tecnicas_posturas.html

Os Cinco Espíritos do Budô – Por Dan Penrod

Shoshin: (初心) Mente de principiante;

Zanshin: (残心) Mente que permanece;

Mushin: (無心) Não Mente ;

Fudoshin: (不動心) Mente Imóvel;

Senshin: (先心) Espírito Purificado, atitude iluminada.

 

Existem 5 mentes fundamentais ou espíritos do Budô; shoshin, zanshin, mushin, fudoshin, e senshin. Estes conceitos muito antigos são geralmente ignorados nos dojô(s) modernos de Aikidô. O budoka que se esforça para compreender as lições destes 5 espíritos em seu coração amadurecerá para se tornar um artista marcial e um ser humano forte e competente. O aluno que não se esforça para conhecer e receber estes espíritos sempre terá uma falha em seu treinamento.

 

Shoshin

O estado de shoshin é aquele da mente de principiante. É um estado de atenção que permanece sempre completamente consciente, atento e preparado para ver coisas pela primeira vez. A atitude de shoshin é essencial para continuar o aprendizado. O-Sensei uma vez disse, “Não espere que eu lhe ensine. Você deve roubar as técnicas sozinho”. O aluno deve ter um papel ativo em cada aula, observando com a mente shoshin, para conseguir roubar a lição de cada dia.

Zanshin

O espírito de zanshin é o estado do espírito que permanece, que continua. É freqüentemente descrito como um estado continuado de atenção aumentada e de decisão. Mas o verdadeiro zanshin é um estado de foco ou concentração antes, durante e depois da execução de uma técnica, em que uma ligação ou conexão entre o uke e o nage é mantida. Zanshin é o estado da mente que nos permite permanecer espiritualmente conectados, não apenas a um único atacante, mas a múltiplos atacantes e mesmo a um contexto completo; um espaço, um tempo, um evento.

Mushin

O manual da ASU define mushin como a “Não mente, uma mente sem ego. Uma mente como um espelho que reflete e não julga”. O termo original era “mushin no shin”, que significa “mente da não mente.” É um estado mental sem medo, raiva ou ansiedade. Mushin é freqüentemente descrito pela frase, “mizu no kokoro”, que significa “mente como a água”. Esta frase é uma metáfora que descreve o lago que reflete claramente o que o cerca quando suas águas estão calmas, mas as imagens são obscurecidas quando uma pedra é jogada em suas águas.

Fudoshin

Uma mente que não é abalada e um espírito que não se move é o estado de fudoshin. É a coragem e a estabilidade demonstradas mentalmente e fisicamente. Mas ao invés de indicar rigidez e inflexibilidade, fudoshin descreve uma condição que não é facilmente transtornada por pensamentos internos ou por forças externas. É capaz de receber um ataque forte e manter a postura e o equilíbrio. Recebe e devolve com leveza, está firmemente aterrado, e reflete a agressão de volta à sua fonte.

Senshin

Senshin é o espírito que transcende os primeiros quatro estados da mente. É um espírito que protege e se harmoniza com o universo. Senshin é um espírito de compaixão que abraça e serve a toda a humanidade e cuja função é reconciliar e dissipar a discórdia no mundo. Ele considera que todos os tipos de vida são sagrados. É e mente de Buda e é a percepção de O-Sensei da função do Aikidô.

Aceitar completamente o senshin é essencialmente a mesma coisa que se tornar iluminado, e pode ir muito além da abrangência do treinamento diário do Aikidô. Entretanto, os primeiros 4 espíritos são provavelmente atingíveis por qualquer aluno sério através de atenção concentrada e treinamento firme. Abraçar estes estados da mente pode ser recompensador de diversas formas.

Shoshin pode libertar um aluno do “vale” frustrante do aprendizado, dando-lhe a visão para enxergar o que ele não poderia ver antes. Zanshin pode aumentar a atenção total, melhorando o treinamento de randori e de estilo livre. Mushin pode liberar a ansiedade do aluno quando está sob pressão, capacitando-o para uma performance melhor durante um exame. Fudoshin, pode lhe dar a confiança para proteger seu território em face de ataques físicos esmagadores.

O Aikidoka sério deve encontrar formas de incorporar estes espíritos do Budô em seu treinamento diário

Tradução: Jaqueline Sá Freire – Brazil Aikikai – Hikari Dojo – Rio de Janeiro

Olá Pessoal,

Amanhã, 12/01,  retornarmos oficialmente nossas atividades em nosso dojo depois de umas merecidas férias.
Este ano promete!!!

Teremos um seminário em outubro/2015 com presença de nosso Mestre Professor Ichitami Shikanai.
Daremos mais detalhes em tempo oportuno.

Desejamos um ano novo cheio de realizações espirituais e materiais.

Curtam o Aikido! Divirtam-se com o Aikido! Vivam o Aikido!

Sandro Jorge.

Nakatani Dojo SJCampos – Aikido Shikanai

Neste final de semana, vi este filme.

Alguma coisa nele me chamou atenção. Tinha visto o trailer uma vez…

Como a intuição do estudante do caminho do guerreiro dificilmente falha, o filme realmente traz uma mensagem muito bonita para o mundo das artes marciais e na minha visão, principalmente para nós sob a tutela de nosso Mestre Prof. Ichitami Shikanai.

Existe um momento no estudante marcial que treina já há alguns anos que cai nele a dúvida, a desconfiança, a necessidade de provar para si mesmo…

Este momento é muito delicado e pode pôr tudo a perder!

Este filme retrata muito bem este momento e mostra uma bela mensagem.

Prestem bem atenção:

– Que estilo é este que ele está usando? Pergunta o narrador ao comentarista marcial.

– É UM ESTILO SUAVE USADO DE FORMA BRUTA! Responde o comentarista.

Está aí a resposta meus irmãos estudantes do Bushido!

Está aí a resposta para algumas interrogações caso ainda as tenha.

Vejam o filme com “outros olhos” e verão muito mais que técnica, verão uma lição de pureza de coração que temos tido incessantemente de quem nos guia nesta jornada.

 

Sintam-se abraçados!

Sandro Jorge.

“Depois de ver uma exposição de Aikido pela primeira vez, a reação mais comum é considerar que é falso.”
O senso comum diz-lhe que ele é falso! Eles dizem.
O problema com o senso comum é de que considera o corpo como figura central e tão isto deriva apenas de um meio-conhecimento do senso comum,
que não pode ver o funcionamento da mente.
Só com um conhecimento do funcionamento tanto da mente e do corpo é que se pode saber a verdade.
Então, pela primeira vez vai se aprendido a arte do Aikido.
Discutir a questão é inútil,…
A única maneira de entender o Aikido é para começar a prática real.”
p.18, que é o Aikido, de 1962, por Koichi Tohei

Percebam que isto foi dito em 1962!!!

Ele sabia muito de Aikido!!!

Abraços para todos!!!

Sandro Jorge.
Nakatani Dojo SJCampos – Aikido Shikanai
Ligado ao Aikido Sul Fluminense
Supervisão de Aikido Rio de Janeiro
Supervisão Geral de Dojos Shikanai

Pessoal,

Segue o link de uma conceituada revista de saúde do Vale do Paraíba onde fizemos nosso anúncio.

http://saude.ovale.com.br/

 

Abraços para todos.

Foi muito gratificante participar de um seminário de tão alto nível ministrado pelo Prof. Horikoshi durante estes 3 dias.
Nosso grupo participou no estilo uchi-dechi para poder vivenciar ainda mais intensamente o espírito do evento.
Muitas técnicas belíssimas e de altíssimo nível de eficiência foram rica e pacientemente demonstradas pelo professor.
Garanto que estas ficarão marcadas em nossas lembranças por muito tempo.
Parabéns ao Aikido Rio de Janeiro pela organização e principalmente ao nosso Mestre Prof. Shikanai por tão boa iniciativa.

Abraços para todos!!!

Sandro Jorge.
Nakatani Dojo SJCampos – Aikido Shikanai

NktDojoSemarioHORIKOSHI2014

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.